A fase da gestação é um período muito delicado na vida de qualquer mulher. Onde a mulher necessita de alguns cuidados especiais e deve parar de pensar só em si mesma, fazendo o possível para garantir o bom desenvolvimento do bebê que está carregando.

É muito importante que a futura mamãe tenha consciência de que o bebê irá se alimentar de todos os alimentos que ela consumir. Por isso é importante que durante a gestação a grávida faça um acompanhamento com uma nutricionista para ajudá-la a manter uma dieta saudável e equilibrada e que proporcionará todos os nutrientes para que ela e o bebê se mantenham saudáveis.

Agora que você já sabe a importância da alimentação na gravidez. Veja agora o que comer durante a gestação.

LINKS PATROCINADOS

É importante que a grávida tente consumir todos os alimentos que vão livrá-la de uma anemia, para isso o ideal é consumir alimentos como: carne vermelha, fígado, quiabo, peixes, beterraba, feijão, legumes e verduras, entre outros.

Para auxiliar na boa formação do feto o ideal é consumir alimentos ricos em vitamina B e ácido fólico. Você poderá encontrar esses nutrientes em alimentos como: iogurtes, hortaliças, ervilha, lentilha, cereais integrais, farelo de trigo, soja, frutas cítricas, e outros.

A dieta da gestante deve ser balanceada para garantir também que a grávida não engorde muito durante a gestação, diminuindo os riscos de complicações durante a gestação e também na hora do parto.

A grávida não pode deixar de consumir alimentos ricos em fibras para ajudar evitar a prisão de ventre.

Alimentos ricos em cálcio são ótimos aliados para a formação óssea do bebê. Lembrando que o cálcio também auxilia na produção de leite materno e colabora na prevenção de câimbras e da hipertensão.

O consumo de substancias tóxicas e bebida alcoólica estão expressamente proibidos para as grávidas. É importante também evitar alimentos muito gordurosos e condimentados para não gerar problemas como a azia e o excesso de peso.

Para mais dicas é fundamental procurar o auxilio de uma nutricionista. Lembre-se de solicitar um cardápio alimentar adequado e tenha o máximo de disciplina possível para segui-lo. Afinal é a sua saúde e a do seu filho que estão em jogo.