O cálcio é um dos elementos mais abundantes no organismo e é responsável pela formação dos ossos e dos dentes. Alem de ter papel fundamental  para a coagulação sanguínea e na transmissão dos impulsos nervosos.

Por ser tão importante, o cálcio deve ser consumido diariamente através da alimentação ou de suplementos vitamínicos. E a falta de cálcio no organismo pode ocosionar inúmeros problemas à saúde como: osteoporose, osteomalacia, raquitismo, paralisia parcial ou local, hipertensão, espasmos musculares, entre outros.

O recomendado é que se consuma em média 1000 mg de cálcio por dia. É importante dizer que, em média, 30 % do cálcio ingerido é que é absorvido pelo duodeno, o restante do cálcio é eliminado do corpo através da urina e das fezes. Para maior aproveitamento do cálcio ingerido, deve-se evitar consumir alimentos ricos em ferro juntamente com alimentos ricos em cálcio.

Entre os alimentos ricos em cálcio estão: amêndoa, brócolis, leite,  queijo, farinha de peixe, farinha láctea, castanha do Pará, coalhada, feijão, bolo de trigo, iogurtes, sardinha, gergelim, avelã, agrião, peixes, espinafre, e outros.

Embora os benéficos do cálcio para a saúde sejam muitos, o consumo excessivo de cálcio também pode causar calcificação excessiva dos ossos, interferência na absorção de ferro, falência renal e psicose.

O ideal é que se tenha controle sobre o consumo de nutrientes diários através de uma alimentação equilibrada, evitando assim os excessos e as deficiências de nutrientes importantes como as vitaminas e os sais minerais. Caso você tenha alguma dúvida de qual seria o seu cardápio ideal, procure o auxilio de um nutricionista e receba outras dicas de alimentação.