Sentir coceira na região da vagina é muito desconfortável, e infelizmente esse sintoma atinge a grande maioria das mulheres, independente de idade e classe social.

A coceira vaginal pode ocorrer por inúmeras causas diferentes, mas sempre é um sinal de alerta para que a mulher procure um ginecologista e redobre os cuidados com a higiene e com a saúde do seu corpo.

Existem vários tipos de coceira vaginal, por isso é muito importante identificar o motivo da coceira para iniciar o tratamento adequado para a situação.

Muitas vezes a coceira vaginal pode ser apenas um desequilíbrio na flora bacteriana na região da vagina ou reações alérgicas de algum produto ou tecido. Calcinhas de lycra, por exemplo, proporcionam uma má ventilação na região intima da mulher e contribui na proliferação de bactérias.

Sentir coceira vaginal também é muito comum na época da menopausa quando a parede vaginal sofre um afinamento, ou quando a mulher está passando uma fase muito estressante, ou pode ser um dos sintomas de doenças como a candidíase e a vaginite.

Para evitar a coceira vaginal é bom cuidar da higiene pessoal, não fazer uso de sprays de higiene intima, não usar calcinha molhada, preferir calcinhas de algodão para ajudar na ventilação da vagina, entre outros cuidados.