Atualmente as mulheres têm muitas preocupações sobre terfilhos, a maioria quer ter uma vida estabilizada, casar, serem realizadas profissionalmente, e principalmente, tercerteza que encontraram o pai certo para se tornarem mães.

Com isso o uso de métodos contraceptivos é cada dia mais procurado, para ajudá-las disponibilizaremos uma lista com alguns deles:

Existem cinco tipos de métodos contraceptivos que são: os métodos de barreira, os métodos hormonais, os dispositivos intra-uterinos, o método sintotérmico e a esterilização.

Os métodos de barreira eles imobilizam os espermatozóides, são os espermicidas e os preservativos feminino e masculino.

Os espermicidas são aplicados na vagina antes da relação sexual se iniciar, o preservativo, mais conhecido como camisinha além de proteger contra uma eventual gravidez previni ainda as doenças sexualmente transmissíveis.

Os métodos hormonais não permitem a ovulação, é o caso das pílulas anticoncepcionais, muito utilizadas atualmente, há também como métodos hormonais o anel vaginal, o implante subdérmico, a injeção trimestral (uma injeção a cada três meses) e o adesivo dérmico.

O dispositivo intra-uterino, conhecido como DIU, deve ser colocado por um médico e dura de três a cinco anos.

O método sintotérmico é como se fosse a chamada “tabelinha”, neste método é preciso saber qual o período fértil da mulher, para não ter relações sexuais nesse período, não é muito eficaz e necessita de grande motivação, deve haver um consentimento do casal, não apenas de um dos companheiros.

Já a esterilização, pode ser feita no homem ou na mulher, na mulher é feita a laqueadura das trompas, no homem é feita a vasectomia, porém deve ser muito bem pensado, pois no caso em que o casal mudar de ideia em relação à reprodução, pode ser que isso não seja possível.

Para escolher, procure um que satisfaça suas necessidades e comece a usar.